Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Venezuela disponibiliza provas alegada conspiração de diplomatas norte-americanos

Lusa

  • 333

Caracas, 01 out (Lusa) - A Venezuela colocou hoje à disposição do governo norte-americano um relatório com fotos, declarações de testemunhas e reuniões gravadas, em que alegadamente teriam participado os três funcionários da embaixada norte-americana que segunda-feira foram expulsos de Caracas.

"O relatório está à ordem do Secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry. Se ele quer saber o que fazem os funcionários aqui, se é que não sabe, aqui está toda a informação, com fotos, com declarações de testemunhas, carros (usados), reuniões gravadas e fotografadas, da atuação absolutamente ilegal destes funcionários da embaixada dos Estados Unidos", anuncio o ministro venezuelano das Relações Exteriores.

Segundo Elías Jaua, os três funcionários expulsos, Kelly Keiderlang (encarregada de negócios), David Moo (vice-cônsul) e Elizabeth Hussman realizaram várias visitas ao estado venezuelano de Bolívar, a sudeste de Caracas, onde se reuniram com o governador opositor Libório Guaruya, "peça fundamental da conspiração" contra o governo venezuelano.