Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Venezuela anuncia penas "mais severas que se possa imaginar" para quem sabotar rede elétrica

Lusa

  • 333

Caracas, 26 abr (Lusa) -- O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou hoje uma reforma penal "para instituir as penas mais severas que se possa imaginar" a quem sabotar a rede elétrica.

O anúncio surge na mesma semana em que se militarizaram as instalações elétricas e se declarou o estado de emergência para o setor.

"Vamos fazer reformas legais para converter as penas para sabotagem nas penas mais severas que se possa imaginar, sem qualquer tipo de benesse, porque a eletricidade enquanto serviço é sagrada para os venezuelanos", declarou Maduro, citado pela agência de notícias espanhola EFE, numa cerimónia pública numa central eólica na zona ocidental do país.