Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vatel garante que sal proibido em Cabo Verde é iodado

Lusa

  • 333

Cidade da Praia, 22 mai (Lusa) - A empresa portuguesa Vatel garantiu terça-feira que o sal comercializado em Cabo Verde é iodado e respeita a legislação cabo-verdiana, defendendo que a causa da proibição estará relacionada com a metodologia de deteção do aditivo no arquipélago.

Num comunicado enviado à delegação da agência Lusa na Cidade da Praia, a Vatel assegura que todos os testes realizados nos lotes distribuídos quer em Portugal quer em Cabo Verde revelaram a presença de iodo, pelo que não contraria a legislação cabo-verdiana, que só admite no mercado sal iodado.

A 09 deste mês, o diretor da Inspeção Geral de Atividades Económicas (IGAE) de Cabo Verde confirmou à Lusa que a marca de sal Vatel estava a ser retirada do mercado cabo-verdiano por incumprimento dos requisitos determinados na lei, garantindo que os testes efetuados indicaram ausência de iodo no sal.