Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vários futebolistas alemães pedem ajuda para curar depressões

Lusa

  • 333

Berlim, 09 nov (Lusa) -- Mais de uma dezena de jogadores das duas principais ligas alemãs de futebol procuraram ajuda por problemas psicológicos, três anos depois do suicídio do guarda-redes Robert Enke, após uma longa batalha contra uma depressão.

Segundo dados revelados hoje pela organização Mental Strength, 12 jogadores pediram ajuda para problemas de depressão, a doença que a 10 de outubro de 2009 levou Robert Enke, que passou pelo Benfica, a suicidar-se numa linha de comboio, aos 32 anos.

Após a morte do guarda-redes, a sua mulher, Teresa, criou a fundação Robert Enke, que desenvolve projetos educativos sobre depressão e doenças cardíacas infantis.