Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Vale e Azevedo expulso da Ordem dos Advogados por falta de idoneidade moral

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 out (Lusa) - João Vale e Azevedo, a cumprir pena no Estabelecimento Prisional da Carregueira (Sintra), foi expulso da Ordem dos Advogados (OA) por falta de idoneidade moral, disse hoje à agência Lusa fonte do Conselho Superior daquela associação profissional.

A decisão de "cancelamento da inscrição" de Vale e Azevedo foi tomada a 08 de fevereiro deste ano, após a qual decorreu o prazo para o antigo presidente do Benfica - cargo que ocupou de 03 de novembro de 1997 a 12 de outubro de 2000 - recorrer para os tribunais administrativos.

Como Vale e Azevedo não apresentou recurso da decisão do Conselho Superior da OA, a pena aplicada pela "inidoneidade moral" transitou em julgado.