Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UTAO alerta que Governo consumiu 2/3 do défice até junho e que meta de 5% ainda não está garantida

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 out (Lusa) - A UTAO calcula que no primeiro semestre tenham sido consumidos dois terços do limite do défice para este ano de 5 por cento do PIB e alertar que atingir essa meta ainda não é um dado adquirido.

"Em termos nominais, constata-se que já se encontram consumidos 2/3 do novo limite para o défice deste ano. O referencial para o défice público de 2012 foi revisto em alta em 700 milhões de euros face ao anterior limite, representando agora 5 por cento do PIB (8,3 mil milhões de euros)", diz a Unidade Técnica de Apoio Orçamental, numa análise sobre as contas das administrações públicas no primeiro semestre, em contabilidade nacional (a que conta para Bruxelas).

Os técnicos independentes lembram que só primeiro semestre o défice público atingiu os 5,6 mil milhões de euros, o que corresponde a cerca de dois terços do limite de 5 por cento do PIB, revisto em alta na última revisão do programa de assistência económica e financeira pela 'troika', sendo o objetivo original de 4,5 por cento do PIB.