Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Universidades: Reitores descontentes com cortes suspendem orçamentos até que Passos os receba

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 jul (Lusa) - Os reitores das universidades públicas decidiram hoje suspender a feitura dos seus orçamentos para 2013 e reclamam ser recebidos "com urgência" pelo primeiro-ministro, descontentes com o corte de verbas decidido pelo governo.

Segundo um comunicado do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP), as instituições, que hoje estiveram reunidas em plenário, "entenderam que não têm atualmente condições para elaborarem os respetivos orçamentos para o ano de 2013" e querem falar diretamente com Pedro Passos Coelho, a quem vão pedir uma reunião "com caráter de urgência".

Na segunda-feira, o Ministério da Educação e Ciência anunciou às universidades que, em 2013, teriam "um corte médio efetivo superior a 2,7 por cento", o que equivale a cerca de 16 milhões de euros.