Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Universidade Lusíada obrigada a indemnizar família de aluno que morreu após praxe

Lusa

  • 333

Porto, 13 nov (Lusa) - A Relação do Porto confirmou uma decisão do tribunal de Famalicão que obriga a Universidade Lusíada a indemnizar os pais de um aluno que morreu após ser submetido a uma praxe, disse hoje fonte ligada ao processo.

Em acórdão datado de quinta-feira, que a agência Lusa consultou hoje, a secção cível da Relação do Porto julga improcedente uma apelação da universidade, confirmando a sentença recorrida, que condena a ré a pagar mais de 90 mil euros aos familiares de Diogo Macedo.

A vítima frequentava o 4.º ano de Arquitetura do pólo de Famalicão da Universidade Lusíada e era "tuninho" (membro de categoria inferior) na tuna daquele estabelecimento de ensino superior.