Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Universidade do Rio de Janeiro atua por estudante guineense preso

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 27 ago (Lusa) - A reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) revelou na noite de segunda-feira estar a acompanhar "com especial atenção e empenho" o caso de um estudante guineense, preso em meados do mês sob a acusação de roubo.

O jovem, de 22 anos, é aluno no curso de arquitetura e urbanismo da UFRJ ao abrigo de programas de intercâmbio e foi detido a 15 de agosto depois de ter sido acusado de roubo de aparelhos telefónicos móveis no bairro de Jaracarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Em comunicado, a instituição diz que sua situação de estudante estrangeiro, com restrições financeiras e distante dos familiares "mobiliza o apoio da reitoria" e garante que estão empenhados em "preservar os seus direitos constitucionais e sua integridade física e moral".