Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Universidade de Évora redescobre exemplar original da planta de café "híbrido de Timor"

Lusa

  • 333

Évora, 21 dez (Lusa) -- A Universidade de Évora anunciou hoje ter redescoberto a planta original de café do "híbrido de Timor", identificada nos anos 60 do século passado, mas depois "perdida", cujos clones permitiram criar variedades resistentes à doença da ferrugem.

"A planta é conhecida desde os anos 60, mas, no período da ocupação indonésia de Timor, perdeu-se todo esse conhecimento e referências", disse hoje à agência Lusa Pedro Nogueira, da Universidade de Évora (UÉ).

Esse "exemplar único no mundo", ou seja, "a planta original do 'híbrido de Timor'", foi agora redescoberta, graças a um projeto que envolve os departamentos de Geociências e Economia da UÉ, a Universidade Nacional de Timor Lorosae (UNTL) e o Centro para a Investigação da Ferrugem do Café, em Lisboa. "A UÉ já colabora com Timor desde 2000, em várias áreas de investigação, como a agronomia. Nesse âmbito, iniciamos este projeto em 2009 e conseguimos, este ano, identificar a planta", resumiu Pedro Nogueira.