Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Universidade de Coimbra e viveiristas querem reduzir importação de espécies fruteiras

Lusa

  • 333

Coimbra, 20 mai (Lusa) -- A Universidade de Coimbra (UC) e uma associação empresarial de viveiristas estabeleceram uma parceria para tornar "mais competitiva a fruticultura nacional" e "o mercado de viveiros de espécies fruteiras menos dependente da importação" de plantas.

"A ambição" é "transformar um setor, que é importador, em exportador", disse hoje durante a apresentação do projeto o reitor da UC, João Gabriel Silva, sublinhando que, em Portugal, quase não existe "material vegetal certificado para fazer a propagação das plantas".

Portugal pode "ter material vegetal genético que é nacional desenvolvido cá", "devidamente certificado", designadamente, do ponto de vista fitossanitário ("livre de doenças"), acredita o reitor, sublinhando que, além disso, sem essa certificação não é possível exportar.