Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UNITA avisa para banho de sangue em Angola se não houver democracia

Lusa

  • 333

Madrid, 17 de maio (Lusa) - O líder da UNITA, principal partido da oposição em Angola, Isaías Samakuva, alertou hoje em Madrid para o risco de um novo conflito sangrento caso não haja democracia no país.

Samakuva está em Madrid no âmbito de uma viagem a vários países para pedir à comunidade internacional pressão sobre o Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, no sentido de se cumprir os acordos de paz que puseram fim à guerra civil e continuar a aprofundar o processo democrático, o que, de acordo com o líder partidário, está a sofrer uma reviravolta.

O presidente da UNITA, citado pela agência EFE, denunciou a falta de liberdade e corrupção no país, e acrescentou que os recursos nacionais, especialmente da indústria de diamantes e petróleo, só beneficiam "um pequeno grupo de dirigentes".