Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Unesco considera que Europa não sairá da crise sem uma educação orientada para o mercado - Relatório

Lusa

  • 333

Paris, 16 out (Lusa) - A Europa deve proporcionar aos seus jovens competências profissionais que lhes permitam adequar-se ao mundo laboral se quer sair da crise, segundo a edição anual do relatório "Educação para todos", publicado hoje pela Unesco.

"Criar trabalhos 'porque sim' não vai tirar-nos da situação económica atual", assinalou a diretora do estudo, Pauline Rose, que acredita que uma Europa com "economias mais competitivas" necessita de "jovens com capacidade para adaptar-se a um ambiente profissional e tecnológico em mudança".

O relatório da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), que há uma década acompanha o cumprimento dos seis objetivos educativos firmados por mais de uma centena de países em Dakar, no Senegal, revela que, salvo exceções como a Alemanha, a Europa está a falhar em dar soluções aos seus jovens para entrarem no mundo do trabalho.