Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Uma certa inércia" impede a resolução das apostas online em Portugal - Emanuel Medeiros

Lusa

  • 333

Porto, 21 nov (Lusa) -- A questão das apostas desportivas online em Portugal, importante fonte de receita do futebol profissional, está à mercê de "uma certa inércia" política, disse à Lusa o diretor-geral executivo das Ligas Europeias de Futebol Profissional (EPFL).

"Podia perspetivar a resolução de alguns problemas, como se fez em França, com sucesso e com o apoio da EPFL, mas noutros países nota-se algum atavismo, uma certa inércia, o que nos deixa preocupados. E não escondo que o caso português é um destes casos", afirmou Emanuel Medeiros, diretor da associação que une três dezenas de ligas profissionais, incluindo as mais importantes do continente.

O facto de ser proibida, em Portugal, a operação das empresas de apostas online levanta várias questões, segundo Emanuel Medeiros, para quem "houve tempo mais do que suficiente para perceber quais são os estrangulamentos, quais são as ameaças que a EPFL denunciou, em devido tempo, de forma a pôr em prática uma reforma jurídica e um enquadramento legislativo que viesse a dar resposta a alguns princípios fundamentais".