Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Um relatório de 164 páginas para condenar Armstrong

Lusa

  • 333

Washington, 10 out (Lusa) -- O processo da Agência Antidopagem dos Estados Unidos (USADA) contra Lance Armstrong, hoje tornado público, revisita acusações feitas contra o ex-ciclista norte-americano nos últimos anos e baseia-se em testemunhos de antigos companheiros.

Nas 164 páginas, fora anexos, que sustentam a decisão da USADA de irradiar Lance Armstrong e retirar-lhe todos os resultados desportivos a partir da temporada de 1998 até à sua retirada, estão compilados testemunhos de 26 pessoas, incluindo de 11 antigos colegas.

"As provas mais substanciais reunidas pela USADA e apresentadas na sustentação da decisão advêm de antigos companheiros de Armstrong e de antigos funcionários da US Postal e da Discovery Channel", pode ler-se no texto da agência norte-americana, que ressalva nunca ter recebido informações das autoridades federais norte-americanas.