Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Um dos mais velhos ursos em reservas morreu aos 50 anos - ONG

Lusa

  • 333

Atenas, 01 jun (Lusa) -- Andréas, um dos mais velhos ursos do mundo que vivem em reservas, morreu aos 50 anos, anunciou hoje a Arctouros, uma organização que protege o urso pardo nas montanhas de Pinde, no nordeste da Grécia.

"Andreas, o urso símbolo da Arctouros, atingiu os 50 anos, quando a média de vida dos ursos fica entre os 25 e os 30 anos", indica um comunicado da organização não-governamental.

Um dos primeiros ursos a viver no refúgio da Arctouros, Andreas era "um dos mais velhos habitantes da reserva (...), assim como de todos os refúgios de vida selvagem do mundo", adianta o comunicado.