Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ultimam-se preparativos para o AmadoraBD, mas organização pensa já nos 25 anos

Lusa

  • 333

Lisboa, 25 out (Lusa) - A poucas horas da abertura do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, ultimam-se os preparativos, entre latas de tinta, escadotes, pincéis e cabos de eletricidade, das exposições que revelam o tema deste ano: a importância dos cenários na BD.

No Fórum Luís de Camões concentra-se grande parte das exposições da 24ª edição do AmadoraBD, nomeadamente a que é dedicada ao tema central do festival, revelando em retrospetiva o trabalho gráfico do português Ricardo Cabral.

"É um autor que põe em questão a própria linguagem e regra da banda desenhada, mas ele desenha cidades, países, espaços urbanos extraordinários. Eles não só são representados de uma forma realista, mas essa realidade é reinventada com situações próximas do sonho", explicou à Lusa o diretor do AmadoraBD, Nelson Dona.