Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Ulrich diz que é preciso tempo para fazer a reforma do Estado

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 jul (Lusa) - A reforma do Estado deve ser feita sem pressas, de forma a ser eficaz e benéfica para todos os portugueses, defendeu hoje o presidente do Banco BPI, Fernando Ulrich, acrescentando que a Alemanha e restantes parceiros europeus compreenderão esta posição.

"Eu tenho um enorme respeito pelos governantes, pelos políticos e por quem tem responsabilidades no Estado, porque existe uma diferença enorme, que torna a vida deles muito mais difícil do que a de pessoas como eu. É que o poder numa empresa privada é muito mais claro e muito mais direto de exercer do que, calculo eu, seja no Estado, em que os responsáveis estão sujeitos a muito mais interferências e muito mais discussão", afirmou o banqueiro num evento em Lisboa.

"Basta ver que os acionistas, entre parêntesis, são os partidos políticos que representam a população, e as divergências entre os acionistas, entre aspas, são muito maiores do que as que existem numa empresa privada", explicou.