Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE/Previsões: Rehn considera "prematuro e inapropriado" comentar novos cortes na despesa

Lusa

  • 333

Bruxelas, 03 mai (Lusa) -- O comissário europeu dos Assuntos Económicos reiterou hoje que a Comissão Europeia trabalha em parceria com Portugal para a saída do programa de ajuda financeira e considerou "prematuro e inapropriado" comentar as medidas que o primeiro-ministro anunciará hoje.

"Penso que seria prematuro e inapropriado comentar as medidas que o Governo pretende tornar públicas ainda hoje. Portanto, não farei comentários sobre essa matéria", afirmou Olli Rehn na conferência de imprensa de presentação das previsões económicas da primavera da Comissão Europeia, em resposta a uma questão dos jornalistas.

O comissário reiterou que a Comissão Europeia trabalha "em parceria com Portugal, com o seu Governo, com o seu povo para facilitar a saída de Portugal do programa [de assistência económica e financeira] e o regresso aos mercados financeiros e, especialmente, para facilitar o caminho para a recuperação, para o crescimento sustentável e para a criação de emprego".