Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UEFA quer punir atos racistas com um mínimo de 10 jogos de suspensão

Lusa

  • 333

Manchester, Reino Unido, 10 abr (Lusa) -- Os jogadores que forem considerados culpados de abusos racistas poderão vir a enfrentar, no mínimo, 10 jogos de suspensão, de acordo com os planos da UEFA, anunciados hoje pelo secretário-geral do organismo, Gianni Infantino.

Infantino avançou ainda que as ofensas de caráter racista provenientes dos adeptos podem ser sancionadas com interdição parcial das bancadas, em primeira instância, ou jogos à porta fechada, em caso de reincidência, sendo que as punições propostas irão afetar todos os jogos das competições europeias.

"Tem de haver sanções e estas têm de ter um efeito dissuasor, e o que estamos a propor é que, se um jogador ou um dirigente for condenado por racismo, deve receber uma pena de 10 meses de suspensão no mínimo", afirmou Infantino, em declarações num fórum em Manchester, Inglaterra.