Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UEFA diz que não há prémio para os 100 jogos, mas admite criar galardão

Lusa

  • 333

Nyon, 03 dez (Lusa) -- A UEFA esclareceu hoje que não entrega qualquer galardão formal a treinadores ou jogadores que completem 100 jogos nas competições europeias, mas admite criar um prémio que reconheça o feito.

Num artigo publicado no seu site oficial sobre treinadores "centenários", num grupo restrito onde figura José Mourinho, a UEFA volta a admitir que o treinador português atingiu também os 100 jogos em provas europeias, mas que só Alex Ferguson foi distinguido, em 2004, por ter sido o primeiro a chegar a essa marca.

"A única exceção foi Sir Alex Ferguson, distinguido em 2004 com um prémio simbólico por ter sido o primeiro treinador a atingir os 100 jogos na Liga dos Campeões", explicou a UEFA.