Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE/Desemprego: Bruxelas apela à aplicação de "reformas efetivas"

Lusa

  • 333

Bruxelas, 01 out (Lusa) -- A Comissão Europeia defendeu hoje a necessidade de os Estados-membros concretizarem "reformas efetivas" para inverter a tendência de subida do desemprego, que atinge mais 25 milhões de pessoas na União Europeia (UE).

"É inaceitável que 25 milhões de pessoas estejam no desemprego" no conjunto dos 27 Estados-membros, afirmou o porta-voz do comissário europeu do Emprego e Assuntos Sociais, Jonathan Todd, em reação aos dados divulgados hoje pelo Eurostat, que apontam para uma taxa de desemprego, em agosto, de 11,4 por cento na zona euro e de 10,5 por cento na UE.

Falando na conferência de imprensa diária do executivo comunitário, em Bruxelas, Jonathan Todd, afirmou que, apesar de a taxa permanecer estável em relação aos meses anteriores, registou uma subida acentuada em comparação com agosto do ano passado.