Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE/Cimeira: Consequências da crise atingem os "limites do socialmente aceitável" - CES

Lusa

  • 333

Bruxelas, 14 mar (Lusa) -- As consequências económicas e sociais da crise têm atingido os "limites do socialmente aceitável" em vários países da União Europeia (UE), alerta a Confederação Europeia de Sindicatos (CES), que hoje promove uma manifestação em Bruxelas.

A CES - a que pertencem a CGTP-IN e a UGT -- denuncia, num comunicado, a "explosão do desemprego", a "precarização galopante" e as "desigualdades crescentes" numa "série de países" da UE.

A confederação europeia afirma que a manifestação que na tarde de hoje decorrerá na capital belga, à margem da cimeira de líderes europeus, tem como objetivo reivindicar o "fim da austeridade" e a aplicação de medidas para o emprego, em particular para o emprego jovem.