Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE/Cimeira: Cavaco considera "inaceitável" juntar cortes na coesão a austeridade

Lusa

  • 333

Lisboa, 21 nov (Lusa) -- O Presidente da República considerou hoje "inaceitável" o orçamento plurianual 2014-2020 proposto pelo Conselho Europeu, sublinhando que não se podem somar cortes tão grandes nos fundos de coesão à austeridade que está a ser adotada em países como Portugal.

"O Orçamento comunitário 2014-2020 é crucial para o crescimento económico, para a produtividade e para a criação de emprego em Portugal porque Portugal está neste momento sujeito a limitações no financiamento do investimento em resultado do programa de ajustamento que estamos a executar", disse Cavaco Silva, que falava à margem de uma conferência da COTEC, em Lisboa.

Sublinhando que as negociações de um quadro orçamental plurianual europeu "são difíceis" e que Portugal "está nessa negociação com espírito de compromisso", o Presidente acrescentou que, porém, "a última proposta apresentada" pelo Conselho Europeu "é inaceitável".