Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE/Cimeira: Aceite proposta do Governo para redistribuição diferente do "cheque" de 1.000 ME - Passos Coelho

Lusa

  • 333

Bruxelas, 08 fev (Lusa) -- A proposta do Governo de redistribuir de forma diferente o envelope extra de 1.000 milhões de euros no quadro do próximo orçamento comunitário plurianual foi aceite hoje em Bruxelas, e beneficiará também as regiões menos desenvolvidas, anunciou o primeiro-ministro.

Pedro Passos Coelho, que falava no final de uma cimeira de chefes de Estado e de Governo na qual os líderes europeus chegaram a um acordo sobre o quadro financeiro plurianual, indicou que os presidentes da Comissão e do Conselho concordaram com a proposta do executivo português de fazer outra redistribuição do "cheque" de 1.000 milhões de euros proposto na cimeira de novembro de 2012, e hoje reconfirmado, para abranger mais regiões que não apenas Madeira e Lisboa, como constava do texto inicial.

O primeiro-ministro especificou que o envelope será distribuído da seguinte maneira: "450 milhões serão alocados às regiões mais desenvolvidas - onde se incluem 150 milhões para a Madeira -, e os restantes serão alocados às regiões menos desenvolvidas e de transição, mais especificamente 75 milhões para Algarve e 475 milhões para as regiões menos desenvolvidas".