Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

UE: Não foi possível acordo mais alargado, mas mantém-se visão de consenso com PS -- Passos Coelho

Lusa

  • 333

Bogotá, 23 jun (Lusa) - O primeiro-ministro lamentou hoje que Governo e PS não tenham chegado a um acordo mais alargado para levar ao próximo Conselho Europeu, mas considerou que se mantém uma visão de consenso sobre as questões europeias.

"Se lamento que não tenha sido possível chegar a esse entendimento mais alargado, também não posso deitar fora o entendimento que já existe, e há vários pontos de contacto e de visão comum entre o PS e o Governo sobre o caminho europeu", afirmou Pedro Passos Coelho, em conferência de imprensa, no final de um encontro com o presidente da Colômbia, em Bogotá.

O primeiro-ministro referiu que o Governo se empenhou bastante "em criar pontes amplas de convergência com o PS para que Portugal pudesse oferecer no conjunto da Europa uma imagem de grande coesão" sobre o futuro da União Europeia, mas relativizou o falhanço das conversações com os socialistas.