Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tutela assume corte de 22,4 por cento no alto rendimento, avaliando o mérito

Lusa

  • 333

Redação, 06 nov (Lusa) -- O secretário de Estado do Desporto e Juventude (SEDJ) assumiu hoje um corte médio de 22,4 por cento no financiamento à alta competição, garantindo que o mérito desportivo das federações foi efetivamente avaliado e tido em conta.

"Em virtude de novas cativações, por exigência do cumprimento de metas orçamentais, a média do ajustamento para esta rubrica orçamental subiu ligeiramente, atingindo os 22,4 por cento, com federações, no entanto, a sofrerem um corte de cerca de 19 por cento e outras um valor superior, de acordo com o estabelecido nos critérios inscritos no documento orientador, referente ao Financiamento às Federações Desportivas 2013, entregue a todas as federações no início deste ano", esclarece Emídio Guerreiro, em resposta escrita enviada à Lusa.

Presidentes de várias federações entendem que a prometida reavaliação da tutela quanto aos cortes ao financiamento do alto rendimento em função dos desempenhos e mérito desportivo se traduziu num mero exercício aritmético, situação que a tutela contesta.