Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Turismo: A crise não encheu os autocarros até à praia da Costa da Caparica

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 ago (Lusa) -- Aos olhos de Fernanda Marques, de 64 anos, que viaja até à Costa da Caparica sentada na última fila do autocarro, repetindo uma rotina de verão com décadas, esta crise não trouxe mais passageiros às carreiras da praia.

A Transportes Sul do Tejo (TST), que tem duas carreiras diretas a ligar a margem norte às praias da Costa da Caparica -- a 153, que parte da praça de Espanha, e a 161, que parte da praça do Areeiro -- confirma a análise da veraneante: nos últimos cinco anos os autocarros da empresa levaram menos 2 % de passageiros até à praia.

Fernanda Marques vive em Sacavém. Não tem carro, nunca tirou a carta de condução. Vem para a praia de autocarro desde sempre. Demora entre 30 e 45 minutos a chegar, dependendo do trânsito.