Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tunísia: Ben Ali condenado a perpétua por morte de manifestantes

Lusa

  • 333

Tunes, 19 jul (Lusa) -- O ex-presidente tunisino Zine El Abidine Ben Ali foi hoje condenado à revelia a prisão perpétua por cumplicidade na morte de 43 manifestantes no norte do país, durante a revolta popular que pôs fim ao seu regime.

Ben Ali, que está exilado na Arábia Saudita, já tinha sido condenado a prisão perpétua em junho por cumplicidade na morte de manifestantes no sul do país.

A pena hoje anunciada insere-se no julgamento pelo tribunal militar de Tunes de um total de 43 antigos responsáveis, entre os quais o antigo chefe da segurança presidencial, general Ali Seriati, condenado a 20 anos de prisão, e dois ex-ministros do Interior, Rakif Belhaj Kassem, condenado a 15 anos, e Ahmed Friaa, ilibado.