Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tunísia: Associações contra proposta constitucional que substitui igualdade entre sexos por "complementaridade"

Lusa

  • 333

Tunes, 04 ago (Lusa) -- Defensores dos direitos humanos e dos direitos das mulheres criticaram hoje a adoção de uma proposta de artigo para a futura Constituição da Tunísia que substitui a igualdade entre os dois sexos, consagrando antes "a complementaridade".

O artigo, adotado na terça-feira pela comissão da Assembleia Nacional Constituinte que está a elaborar a nova Constituição, estipula que "o Estado assegura a proteção dos direitos das mulheres, e dos seus bens, sob o princípio da complementaridade com o homem no seio da família e enquanto parceira do homem no desenvolvimento da nação".

Várias organizações, entre as quais a secção local da Amnistia Internacional e a Associação das Mulheres Democratas da Tunísia, insurgiram-se contra "a supressão da igualdade de género" e "a rejeição total dos direitos humanos das mulheres, atentando contra a sua dignidade e cidadania".