Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tripulação portuguesa de cruzeiro detido por arresto na Grécia queixa-se de salários em atraso

Lusa

  • 333

Redação, 11 nov (Lusa) -- Vários tripulantes do navio cruzeiro "Princess Daphne", pertencente à empresa Classic International Cruises (CIC) e arrestado em Creta, estão sem receber o salário de outubro e os primeiros dias de novembro, disse à Lusa um dos elementos a bordo.

O tripulante, que pediu à Lusa a não publicação do nome por receio de represálias, afirmou que já foi entregue uma carta com o montante devido pela empresa aos trabalhadores, que se encontram a trabalhar sem receber desde o começo de outubro, altura em que o barco foi arrestado em Creta, na Grécia.

Segundo o elemento da tripulação, haverá cerca de 10 portugueses a trabalhar a bordo do "Princess Daphne", estando a Secretaria de Estado das Comunidades, de acordo com fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros, a acompanhar a situação desde o começo e que estará prestes a ser desbloqueada.