Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal Superior Eleitoral do Brasil recusa criação de partido de Marina Silva

Lusa

  • 333

Brasília, 04 out (Lusa) -- O Tribunal Superior Eleitoral do Brasil recusou quinta-feira por seis votos contra um a criação do Partido "Rede Sustentabilidade", movimento liderado pela extremista ambiental e aspirante presidencial Marina Silva, segunda nas intenções de voto.

Após quase três horas de deliberações, seis dos altos magistrados pronunciaram-se contra o aval para o novo partido com o argumento de que o Ministério Público Eleitoral recomendou que não era competência do Tribunal verificar a validade das assinaturas apresentadas para que Marina Silva e o seu movimento pudessem disputar as eleições presidenciais, regionais e legislativas de 2014.

A justiça eleitoral registou 442.000 das 492.000 assinaturas exigidas, mas o movimento alega que 95.000 foram invalidadas "sem justa causa" pelos notários de registo.