Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal russo libertou sob caução último ativista da Greenpeace

Lusa

  • 333

Moscovo, 28 nov (Lusa) -- A justiça russa decidiu libertar sob caução o último membro da tripulação do navio da Greenpeace que foi apresado no Ártico, anunciou hoje a organização ecologista.

"Excelente notícia! O australiano Colin Russel foi libertado sob caução", escreveu a Greenpeace na rede social Twitter.

O Tribunal de São Petersburgo fixou a caução em 45 mil euros, o mesmo valor que foi aplicado aos outros 29 membros da tripulação que já foram libertados.