Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal russo liberta ativista brasileira do Greenpeace

Lusa

  • 333

São Petersburgo, Rússia, 19 nov (Lusa) -- Um tribunal russo libertou hoje sob fiança uma brasileira ativista da Greenpeace, a primeira estrangeira a ser libertada entre os 30 detidos por protestarem contra a exploração de petróleo no Ártico, informou a organização de defesa do ambiente.

"Ana Paula Alminhana Maciel (BRA) vai ser libertada sob fiança, diz tribunal em São Petersburgo", informou a Greenpeace através da rede social Twitter, precisando tratar-se da primeira libertação de um cidadão "não russo".

Na segunda-feira, dois tribunais da mesma cidade libertaram sob fiança três ativistas russos, mas determinaram que um militante ambientalista australiano ficasse em prisão preventiva até ao julgamento a 24 de fevereiro.