Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal rejeita providências cautelares para travar redução de freguesias em Vagos

Lusa

  • 333

Vagos, 04 jan (Lusa) - O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Aveiro rejeitou duas providências cautelares para tentar travar a redução para oito freguesias no concelho de Vagos, proposta pela Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território (UTRAT), informou hoje fonte judicial.

As providências cautelares tinham sido apresentadas pela Câmara de Vagos (PSD) e por quatro das 11 juntas do concelho (Fonte Angeão, Ponte de Vagos, Santa Catarina e Santo António de Vagos).

"O tribunal rejeitou as providências, porque entendeu que se tratava de um ato político", disse à Lusa o advogado Jaime Martins, que representa as autarquias envolvidas no processo.