Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal de Singapura condena ex-banqueiro suíço a 4 meses de cadeia por sexo com menor

Lusa

  • 333

Singapura, 08 mai (Lusa) -- Um antigo banqueiro suíço foi hoje condenado a cerca de quatro meses de prisão efetiva por um tribunal de Singapura por ter mantido relações sexuais com uma prostituta menor de idade.

Para Eddy Tham, o juiz, o Juerg Buergin, o banqueiro, manteve, em duas ocasiões entre 2010 e 2011 relações sexuais com a menor que eram praticadas em unidades hoteleiras de luxo depois do recrutamento através de uma empresa de acompanhantes.

Apesar de ter dito que tinha sido enganado pela mulher, o juiz condenou o ex-banqueiro por este não ter sido responsável em aferir a idade real da acompanhante, violando a lei de Singapura.