Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal de Oeiras absolve arguidos do processo Taguspark

Lusa

  • 333

Sintra, 07 jun (Lusa) - O tribunal de Oeiras absolveu hoje os três arguidos do processo Taguspark, no qual Rui Pedro Soares e dois ex-administradores do polo tecnológico eram acusados de corrupção passiva para ato ilícito.

O tribunal considerou que não ficou provado ter havido corrupção para ato ilícito nas contrapartidas que o polo tecnológico terá dado, por intermédio do ex-administrador Rui Pedro Soares, ao ex-futebolista Luís Figo, para este apoiar a campanha de José Sócrates, então primeiro-ministro e secretário-geral do Partido Socialista, nas eleições legislativas de setembro de 2009.

Rui Pedro Soares, ex-administrador não executivo do polo tecnológico de Oeiras, Américo Tomatti, à data dos factos presidente da comissão executiva do Taguspark, e João Carlos Silva, antigo administrador do polo e ex-presidente da RTP, estavam acusados de corrupção passiva para ato ilícito.