Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal de Leiria proíbe contactos entre suspeitos de burla milionária à banca

Lusa

  • 333

Leiria, 01 nov (Lusa) - Os dois suspeitos de uma burla que causou prejuízos superiores a um milhão de euros à banca saíram hoje em liberdade do tribunal de Leiria, mas proibidos de contactarem os arguidos do processo, disse à Lusa fonte da PJ.

O comerciante e o gestor detidos na quarta-feira em Braga e em Guimarães são presumíveis coautores de crimes de burla qualificada e falsificação de documentos, em colaboração com um outro arguido, o ex-presidente da SAD da União de Leiria João Bartolomeu, adiantou a mesma fonte da PJ à Lusa.

Para além da proibição de qualquer contacto entre os três arguidos do processo, as medidas de coação aplicadas aos dois detidos, de 41 e 44 anos, ouvidos hoje em tribunal, determina a entrega dos passaportes e apresentações semanais às autoridades.