Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal de Contas deteta pagamentos ilegais de 35 mil euros no Instituto de Saúde da Madeira

Lusa

  • 333

Funchal, 15 nov (Lusa) -- O Tribunal de Contas detetou pagamentos ilegais de cerca de 35 mil euros no Instituto de Administração da Saúde e Assuntos Sociais da Madeira (IASAUDE), revela uma auditoria hoje tornada pública.

Na auditoria ao IASAUDE, no âmbito de matéria inscrita no relatório da Inspeção Regional de Finanças relativo a 2008 e 2009, lê-se que o IASAUDE "atribuiu o subsídio de disponibilidade permanente inerente à carreira médica a um clínico que se encontrava a exercer funções dirigentes, o que implicou o pagamento indevido de 18.857,07 euros".

Acresce que no cálculo de subsídio de disponibilidade permanente não foi tido em consideração as normas dos Orçamentos do Estado para 2008 e 2009, situação que "originou pagamentos indevidos de 565,36 euros", refere o Tribunal de Contas (TC).