Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal de Aveiro condenou comerciante por auxílio à imigração ilegal

Lusa

  • 333

Aveiro, 20 nov (Lusa) - O Tribunal de Aveiro condenou hoje a dois anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, um comerciante acusado de ter vendido contratos promessa de trabalho, que depois eram usados para a obtenção de vistos de entrada em Portugal.

O tribunal deu como provado que no período compreendido entre 2005 e 2007 o arguido elaborou 23 contratos promessa de trabalho a cidadãos estrangeiros, com vista a facilitar a permanência deles em território nacional.

A maioria destes casos envolvem mulheres de nacionalidade brasileira, que terão chegado a pagar várias centenas de euros ao arguido, em troca dos referidos contratos, que serviriam para obter um visto de trabalho.