Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tribunal de Aveiro condena a penas suspensas ortopedistas por recusa de auxílio

Lusa

  • 333

Aveiro, 10 out (Lusa) - O Tribunal de Aveiro condenou hoje a penas de prisão suspensas três ortopedistas que deixaram um doente durante mais de dez horas com uma fratura exposta, à espera de ser operado.

Em causa estão dois médicos que à data dos factos trabalhavam no Hospital de Aveiro e um médico dos Hospitais da Universidade de Coimbra, que estavam acusados de um crime de recusa de médico.

A pena mais pesada foi atribuída aos médicos da unidade aveirense, que foram condenados a dez meses de prisão, com pena suspensa, mediante o pagamento de uma multa 4.500 euros.