Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Triatletas do alto rendimento passam a treinar com quem desejam e onde querem

Lusa

  • 333

Redação, 05 nov (Lusa) -- O modelo de alta competição do triatlo português vai ser "mais aberto", permitindo a cada atleta treinar com o técnico desejado, dentro ou fora dos Centros de Alto Rendimento (CAR), disse à Lusa o presidente da federação.

"Provavelmente, o nosso modelo não vai passar por um Diretor Técnico Nacional (DET), que é mais um custo. Com a abertura que vamos implementar na modalidade -- tínhamos um modelo desenvolvimento totalmente fechado e queremos um aberto -- vamos proceder a algumas alterações e o atleta terá liberdade na busca dos objetivos e excelência", explicou Fernando Feição.

Em declarações à Lusa, o presidente da Federação de Triatlo de Portugal revela o futuro: "O trabalho nos CAR pode manter-se, mas os atletas não precisam treinar com a estrutura da federação, já que podem optar pela do clube. Em vez de trabalharem com um modelo centralizado, a ideia é abri-lo e deixar que escolham o seu próprio treinador, evoluindo nos clubes ou nos CAR".