Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Três anos após fecho da Delphi em Ponte de Sor, maioria dos operários continua no desemprego

Lusa

  • 333

Ponte de Sor, 29 dez (Lusa) -- Três anos após o fecho da fábrica Delphi, em Ponte de Sor, no Alentejo, a maioria dos 430 trabalhadores despedidos continua sem perspetivas de emprego e prestes a perder, em março, o subsídio de desemprego.

"A minha vida tem sido complicada. Estou a receber do desemprego, tenho procurado emprego na Internet e na zona, através de amigos, mas nada", lamentou à agência Lusa Jorge Martins, de 51 anos, que trabalhou na empresa ao longo de 28 anos.

As perspetivas futuras, para o antigo operário, "são zero". "Tenho dois filhos a estudar, é muito complicado, estou a entrar numa fase de desespero", sublinhou o ex-trabalhador, que exercia o cargo de supervisor de qualidade na Delphi.