Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Transportadoras deixam por ano em Espanha 200 ME de impostos sobre combustível

Lusa

  • 333

Vila Nova de Famalicão, 20 abr (Lusa) - As empresas nacionais de transporte de mercadorias estão a pagar anualmente, em Espanha, 200 milhões de euros em impostos pelo abastecimento de combustíveis, verba que podia ficar em Portugal se os preços baixassem, afirmaram hoje os empresários.

"Não faz sentido que os transportadores portugueses coloquem combustível em Espanha quando podíamos reativar o movimento de combustível em Portugal, sobretudo na fronteira. Devido à diferença de preços, são 200 milhões de euros em impostos que podiam ficar cá e que originavam mais transportes para as nossas empresas do setor", explicou à agência Lusa o presidente da Associação Nacional das Transportadoras Portuguesas.

Segundo Artur Mota, a diferença de preços nos combustíveis entre os dois países foi um dos quatro problemas de competitividade identificados por aquela associação numa reunião realizada hoje em Vila Nova de Famalicão, em que estiveram representadas uma centena de empresas de transporte rodoviário nacional e internacional de mercadorias.