Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhos de recuperação de Pompeia começaram com gastos sob vigilância

Lusa

  • 333

Pompeia, Itália, 06 fev (Lusa) - Os trabalhos de conservação na degradada cidade romana de Pompeia começaram hoje com um orçamento previsto de 105 milhões de euros, sob vigilância do governo italiano e da União Europeia, para garantir que o dinheiro não é mal gasto.

A União Europeia contribui com 41,8 milhões de euros para o projeto de recuperação, que deverá terminar em 2015 e é considerado crucial para Pompeia se manter de pé, depois de várias derrocadas na cidade que foi devastada no ano 79 por uma eruução vulcânica.

O popular local arqueológico, à sombra do monte Vesúvio, tem sofrido com décadas de má gestão do património cultural italiano, bem como com os recentes cortes orçamentais para o setor da cultura.