Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalho: Trabalhadores em armazém sem condições já estão a ser alojados em casas - Consórcio

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 jul (Lusa) -- Os trabalhadores das obras do centro de dados da Portugal Telecom, na Covilhã, a viver num armazém sem condições de habitabilidade, já estão a ser alojados em casas, disse hoje à Lusa um responsável da obra.

Os cerca de 50 operários de construção civil, armadores de ferro, são naturais de países africanos e afrodescendentes e apontam o dedo à empresa Açomonta, que acusam de ali os ter colocado desde meados de maio, sem água, muitas vezes sem eletricidade, nem condições sanitárias.

O responsável pelo consórcio Opway/Somague, Luís Ferreira, começou por explicar à Lusa que o agrupamento de empresas que venceu o concurso para a construção do centro contratou vários subempreiteiros de diversas especialidades que, por sua vez, contratam subempreiteiros fornecedores de mão-de-obra. A empresa Açomonta é uma das subempreiteiras, no caso, responsável pela armadura em ferro do edifício do centro de dados.