Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalho: Sindicato da Construção acusa Açomonta de discriminar trabalhadores estrangeiros

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 jul (Lusa) -- O Sindicato da Construção acusou hoje a empresa Açomonta de discriminar operários estrangeiros e pediu a intervenção imediata da Autoridade para as Condições de Trabalho no acompanhamento da situação dos trabalhadores do centro de dados da PT, na Covilhã.

Os 50 operários de construção civil, armadores de ferro, são naturais de países africanos e afrodescendentes e estão desde meados de maio num pavilhão da zona industrial do Tortosendo, na Covilhã, sem água, muitas vezes sem eletricidade e sem condições sanitárias.

"Esta empresa [Açomonta] não é a primeira vez que tem este tipo de atitudes e é sempre com trabalhadores estrangeiros, a maioria africanos", disse à Lusa o presidente do Sindicato da Construção de Portugal, Albano Ribeiro.