Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalho: Número de despedimentos coletivos aumenta 74% até agosto

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jul (Lusa) -- O número de empresas que concluiu processos de despedimento coletivo até agosto aumentou 74 por cento face a igual período de 2011, eliminando 5.843 empregos, segundo dados da Direção-Geral do Emprego e das Relações do Trabalho (DGERT).

O crescimento verificado no número de empresas que recorrem ao despedimento coletivo é uma tendência que se vem a sentir desde o início do ano em resultado da degradação da atividade económica e as estatísticas agora publicadas pela DGERT mostram mesmo que, até agosto de 2012, já houve 627 empresas a recorrer a este mecanismo, quase tantas como as 641 empresas que o fizeram durante todo o ano de 2011, e bastante mais do que as 360 que o tinham feito nos primeiros oito meses de 2011.

Com base nestes processos, que envolveram mais de 45 mil trabalhadores, houve 5.843 que ficaram sem posto de trabalho, um crescimento de mais de 82 por cento face ao número de trabalhadores despedidos em igual período do ano passado quando 3.171 pessoas viram o seu posto de trabalho ser eliminado.