Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores portugueses antecipam aumento da conflitualidade laboral até junho - Estudo

Lusa

  • 333

Redação, 05 fev (Lusa) -- Mais de metade dos trabalhadores portugueses (53,2%) consideram "negativo" o estado das relações laborais no país e 72,2% acredita que a conflitualidade laboral vai aumentar até junho, segundo um estudo do Observatório de Boas Práticas Laborais (OPBPL).

"Hoje em dia, mais de dois terços dos portugueses pensa que a conflitualidade laboral vai aumentar até junho, o que é um dado preocupante que reforça a importância da concertação social. Aliás, o próprio modelo de concertação social tem que ser revisto, porque seguramente que há muitos portugueses que não se reveem apenas nestas centrais sindicais", afirmou o coordenador do OPBPL em declarações à agência Lusa.

Para Paulo Pereira de Almeida, estes dados confirmam que "é urgente mudar o modelo de concertação social", já que "há grupos que estão de fora", como os aposentados e os desempregados, para além de "outros sindicatos ou confederações sindicais que têm representatividade e não estão no modelo atual".