Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores justificam prejuízos nos estaleiros com paragem "premeditada"

Lusa

  • 333

Viana do Castelo, 31 mai (Lusa) - A comissão de trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) acusou hoje a administração de ter mantido a empresa "parada" em 2012 de forma "premeditada", reagindo desta forma ao agravamento das contas.

"Quiseram manter esta empresa parada, sem trabalho. Foi uma estratégia premeditada de deixar as pessoas paradas, sem trabalhar, devido ao processo de reprivatização, e sem apostar sequer na dinâmica das reparações navais", disse à Lusa o coordenador da comissão de trabalhadores dos ENVC.

António Costa reagia às números do relatório e contas de 2012 da empresa, consultado hoje pela agência Lusa, que aponta para um agravamento do passivo total dos ENVC para mais de 281,4 e resultados operacionais negativos, naquele exercício, de 8,7 milhões de euros.